fbpx

Um Dia das Mães diferente e muito especial!

Neste ano o Dia das Mães vai ser diferente. Muitas mães estão com uma rotina intensa e consequentemente estão passando mais horas com os seus filhos, algumas estão administrando o trabalho fora de casa com as demandas do lar e outras estão sem ver os filhos há algum tempo, por conta do isolamento social.

Mas todas seguem firmes, mostrando mais do que nunca a heroína que existe em cada uma delas. O sorriso no rosto aparece para o filho mesmo quando o dia não foi fácil, a mensagem de esperança é passada mesmo quando o noticiário está pesado e o abraço apertado é dado dizendo que vai ficar tudo bem. Estas são as demonstrações diárias de força e carinho em meio às incertezas deste momento.

A administradora Carolina Zabludowski é mãe de três alunas do Colégio Sarah Dawsey unidade Ipanema, a Beatriz, da Pré-escola II, e as gêmeas Natália e Gabriela, do Maternal I. Ela conta que está em uma fase de adaptação, já que “agora ninguém sabe ao certo como viver nesta realidade, entender as mudanças nas relações e de que formas conseguimos suprir a ausência física das pessoas. Para uma mãe moderna, que trabalha fora, conciliar trabalho, casa, escola não é fácil, quando estamos acostumadas a nos cobrar tanto e ser bem sucedida em tudo.”

Carolina destaca ainda como tem sido acompanhar o desfralde das gêmeas e ver a filha Bia escrever as primeiras letras e números. “Tem uma beleza oculta no meio do caos, mas tem sido desafiador. O amor faz com que façamos aquilo que de melhor conseguimos. E seguimos torcendo para tudo passar logo e se tornar uma memória”.

A nova rotina que se instalou nas casas tem sido desafiadora e requer ainda mais de toda a família para administrar as atividades do trabalho com os afazeres domésticos e as demandas dos filhos. 

Cristina Gribbler é mãe dos trigêmeos do 5º ano do Ensino Fundamental da unidade Barra e relata que o desafio tem sido ainda maior no cenário atual. “Conciliar o trabalho em home office, tarefas de casa e demandas dos filhos não está fácil! Com fé vamos superar da melhor forma possível. E nesse cenário o Colégio Sarah Dawsey, parceiro como sempre, tem nos ajudado muito com a realização das aulas on-line. Aproveito para agradecê-los e parabenizá-los pela dedicação e agilidade na transformação das aulas on-line! O desafio está sendo para todos. Vai passar!”

Quando questionada sobre o amor de mãe, Cristina conta que se sente triplamente plena. “É a realização de um sonho maior. Sou muito grata pelo meu trio elétrico: Rafael, Valentina e Tiago, na ordem de nascimento. É inegável o desafio triplo para educá-los e atendê-los de forma individualizada, mas é muito gratificante também.”

Vanessa Ederique de Freitas, mãe do Iago, aluno da 3ª série do Ensino Médio da unidade Tijuca, fala sobre a relação entre eles. “Ser mãe, e ainda ser a mãe do Iago, é diferente de qualquer coisa no mundo. Ele é meu espelho, cada vez que o vejo conquistando gradualmente as coisas eu fico orgulhosa, às vezes penso que esse menino tem os mesmos objetivos que eu. Ser mãe é estabilidade e fortaleza, e ao mesmo tempo a incerteza se o quê você está fazendo é o certo. É tudo isso e muito mais, porém acima de tudo, ser mãe é amar incondicionalmente o seu filho.”

Com a esperança de dias melhores e mais leves, desejamos que todas as mães possam se sentir ainda mais amadas nesse momento e sintam todo o carinho e gratidão que transbordam dos seus filhos.

Com todo o nosso carinho,

Equipe Sarah Dawsey.